Tags

, ,

Imagem

O vestido verde ou azul? Vamos pra praia ou para o campo? Comida japonesa ou pizza? Contrato a fulana ou beltrana? Quando optamos por algo deixamos muitas outras opções de lado. Algumas vezes temos a chance de voltar atrás. Mas na grande maioria não. Algumas escolhas são irreversíveis.

Decisões me deixam tensas por inúmeros motivos. Medo de errar, necessidade de estar sempre certa, insegurança, mania de perfeição. “O verde ficou bom, mas o azul teria ficado melhor. Que pena!” As vezes gastamos um tempo enorme para ter a absoluta certeza de que estamos fazendo a escolha certa. E podemos pensar por dias. Nunca teremos. Por vezes a conclusão de boa ou má escolha vem com anos depois.

Viver envolve riscos, e muitos. Basta pensar que a única certeza de que temos é a morte. Fazemos planos para meses, anos, sem ao menos saber se teremos mais do que o amanhã. Vivemos com arrogância achando que somos donos do nosso tempo. Mas ele não é nosso. Pensando assim, escolher a cor da roupa, a refeição do almoço ou a viagem de férias se tornam pequenos detalhes.

Para grandes decisões não existem garantias, a vida não nos dá uma “degustação” dos caminhos. Você não pode provar de tudo um pouco e optar. Pondere, reflita e se jogue. Escutei desde menina: “quem tem medo vive pela metade”. A frase me marcou muito pois sempre me achei muito medrosa. E foi lutando com medo de barata, de lugar fechado, de mar bravo, de assalto, que percebi que sou muito corajosa. Coragem para as situações da vida de fato importante, para se arriscar nas grandes decisões, enfrentar as reviravoltas de perdas e ganhos.

Com a maturidade parei de me arrepender muito para agradecer sempre. Mesmo sendo clichê é muito bom saber que no erro aprendemos mais, crescemos, evoluímos. Creio que passamos na vida pelo que precisamos. E uma opção errada leva a um final certo. E viver é isto. Se arriscar, correr atrás, decidir e mudar caso necessário.

Desistir, mudar de ideia é sábio. Algo que devemos praticar sempre. Sempre é tempo de voltar a trás. A escolha certa ou errada não existe. Temos por obrigação buscar o que nos faz feliz. Para as grandes decisões busque respostas dentro de si mesmo. Onde estiver seu coração, é lá que está seu caminho. Fé em Deus e pé na tábua!

Anúncios